Falhas na Marina podem tirar vela do Pan do Rio

A visita do presidente de Comissão de Coordenação da Organização Desportiva Pan-Americana, Julio Maglione, às obras provisórias da Marina da Glória, deflagrou a maior crise do período de preparação para os Jogos do Rio de Janeiro.
Maglione não gostou do que viu, reprovou e colocou sob risco a realização das provas de vela caso o projeto original (obras definitivas, com laje sobre o espelho d’água), embargadas pelo IPHAN e pelo Ministério Público, não seja retomado.
De quebra, ainda afirmou que, caso o Rio de Janeiro não apresente nível olímpico para as competições desta modalidade, pode considerar a intenção de receber a Olimpíada de 2016 natimorta.
“A princípio não podemos aceitar as obras provisórias. Mas só quem pode tomar essa decisão em caráter definitivo é o presidente da Odepa, Don Mario Vazquez Raña. Caso ele não autorize a utilização da Marina sob essas condições e a Justiça não liberar o projeto original há a possibilidade de não haver vela no Pan-Americano. E, lamentavelmente, sem nível olímpico para sediar competições de vela, a candidatura do Rio aos Jogos Olímpicos de 2016 irá por água abaixo”, informou.
Após a visita e antes da entrevista, Maglione participou de reunião com representanmtes da prefeitura do Rio no Palácio da Cidade, em Botafogo. Estavam presentes também Carlos Arthur Nuzman, presidente do Co-Rio, Carlos Roberto Osório, secretário geral do Co-Rio,Ruy Cezar, Secretário Especial Municipal para o Rio 2007, Eider Dantas, Secretário Municipal de Obras e o Secretário Municipal de Fazenda, Francisco de Almeida e Silva.
Após a reunião, restou a Ruy Cezar endossar as palavras de Maglione a respeito da candidatura olímpica. “Se a vela não alcançar um nível olímpico, realmente o Rio de Janeiro terá de repensar a candidatura para a Olimpíada de 2016, pois estaremos muito prejudicados logo de saída. Já Nuzman se negou a abordar o tema.”
“Não vou entrar em análise da candidatura olimpica, pois não é oportuno neste momento. Agora, o que temos de fazer é esperar uma posição da Odepa para sabermos nossos próximos passos”, afirmou.
Nem tudo, porém, foi negativo na manhã desta sexta-feira. Maglione elogiou as instalações do Estádio João Havelange, do Rio Centro e do Autódromo. Quanto à Vila Pan-Americana, fez apenas uma ressalva.
“É a Vila mais bonita que já tive oportunidade de conhecer. Me preocupo apenas com a estrutura em torno dela, como as ruas de acesso”, finalizou.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s