Abre aspas – Robert Kubica

20121119-210859.jpg
Espaço para o polonês Robert Kubica, ex piloto da BMW e Renault na Fórmula 1. Em matéria publicada pela Reuters, o Polonês, que se recupera de um acidente de rali, foi bem claro sobre sua atual condição:

“Tenho algumas limitações, ultimamente tenho pilotado carros em circuitos, e acho que estou conseguindo fazer isso no momento. Mas tenho uma grande limitação do meu braço que me impede de testar em monocoques”

“Infelizmente, não há nada que eu possa fazer no momento, então estou pilotando carros de rali ou, digamos, carros com teto, em circuitos. Faz muito tempo que saí da Fórmula 1, então meus contatos são muito limitados. Estou me concentrando e deixar meu corpo e saúde de volta à melhor condição possível.”

Se você reparou no tamanho da cicatriz em seu braço direito, compreende a cautela do polonês. Kubica diz que ainda não tem planos para o futuro, mas trabalha intensamente na recuperação dos movimentos de sua mão direita.

“Espero voltar a correr competitivamente em carros de rua, nos ralis, ou nas pistas. Estamos indo passo a passo. Veremos o que o futuro trará.”

A matéria original está aqui.

Anúncios

Prejuízo para todos

A competição, que deixará de acontecer pela primeira vez em 30 anos de história e que foi cancelada por conta de ameaças terroristas a franceses na Mauritância, deixará um prejuízo enorme aos participantes.
O cancelamento do Rali Dacar foi Classificado por Patrice Clerc, presidente da empresa organizadora da prova, a A.S.O (Amaury Sport Organisation), como uma “catástrofe econômica”. De acordo com o site http://www.gpupdate.net/, o prejuízo da A.S.O deve atingir £ 26 milhões, cerca de R$ 95 milhões.

Para esta edição, estavam previstas oito das 15 etapas na Mauritânia. O Ralli deveria começar neste sábado (05/01/2008), quando 551 carros, motos e caminhões, mais 314 veículos de assistência, estariam preparados para a prova.

A ASO também é responsável por outros eventos esportivos de peso, como a maratona de Paris e o Tour de France de ciclismo. Além do seu prejuízo com o cancelamento do rali, a emissora que transmitiria a corrida perdeu 5 milhões de euros (quase 13 milhões de reais).
Informou: Cevada Buster TM

A Frase

Klever Kolberg sobre o cancelamento do Dacar:

“O cancelamento do Dacar 2008 abre um perigoso precedente na história. O esporte pode se tornar um refém de causas rebeldes, de grupos mafiosos e de organizações criminosas.”

“Estou triste, mas tenho que concordar com a organização, que disse ter utilizado o bom senso.”

O brasileiro Klever Kolberg, veterano do rali com vinte participações e diretor comercial da equipe Petrobrás, não iria participar do evento esse ano.

Após o cancelamento do evento, as autoridades receberam um comunicado atribuído à rede terrorista Al Qaeda com novas ameaças contra franceses na Mauritânia. O esporte mais uma vez foi atingido pelo terrorismo mundial. Justo este tipo de atividade, que prega a união e a confraternização entre os povos.

Até quando esse “terror” vai comandar nossas vidas? Até quando as autoridades permitirão esse tipo de afrontamento?

Lógico, que esse questionamento é feito em relação a minha vida aqui em Niterói RJ, já que não conheço muito o dia dia da Mauritânia.

O pior dessa história é que cada dia mais, a população acha normal uma intervenção dessa. Isso sim é preocupante…

Informou: Cevada Buster TM