Round 2: Tilkódromo Malaio

Imagem

Saindo da Austrália, poucas horas de vôo e o circo da Fórmula 1 desembarca para a segunda etapa do mundial 2013. Neste final de semana, o circuito de Sepang – próximo a capital Kuala Lumpur, também conhecido como “Tilkódromo da Malaio”, recebe pela 15ª vez uma etapa do mundial de Fórmula 1. Lá, o contraste em relação à etapa de abertura do mundial: muito calor, a umidade e as tempestades severas da zona equatorial.

Para atender a programação das televisões do velho continente, e garantir a audiência, mais uma vez Titio Bernie Ecclestone tomou a decisão de manter a largada às 16h de domingo (5h da manhã – horário de Brasília). É claro que o evento vai sofrer com a concorrência da chuva, tradicional nas cidades localizadas na região próxima a linha do equador. Outro fator que joga contra é o crepúsculo. Com o sol próximo a linha do horizonte, os pilotos sofrem com a incidência direta de luz na viseira dos capacetes.

Imagem

Em 2009, uma tempestade atingiu o circuito de Sepang durante a corrida. Os carros sem estabilidade e com a visibilidade prejudicada por conta dos sprays, deram voltas e mais voltas atras do Safety Car. Mas a chuva já era bem intensa e tornou a pista impraticável em Sepang. Bandeira Vermelha!

Com os carros parados no grid, cada piloto aguardava uma decisão à sua moda. Uns aguardavam no grid. Outros, de dentro do carro. Quem não lembra do famoso episódio de Kimi Raikkonen saboreando um picolé Magnum nos boxes da Ferrari? Após quase uma hora de paralisação, a corrida foi encerrada na volta 31 pelos comissários, principalmente pela falta de luz natural, porque a chuva já tinha diminuído sua intensidade. De Brown GP, Jenson Button recebeu a bandeirada, mas só levou metade dos pontos.
Imagem

É, pelo visto titio Bernie gosta de fortes emoções. Desafiar o clima malaio deve ser o seu passatempo favorito na temporada. 

Anúncios